top of page

Bradesco lucra R$ 13,4 bilhões nos primeiros nove meses de 2023


A holding encerrou o 3º trimestre com 86.102 funcionários, fechamento de 2.272 postos de trabalho em doze meses


O Bradesco obteve Lucro Líquido Contábil de R$ 13,4 bilhões nos primeiros nove meses de 2023, queda de 30,5% em relação ao mesmo período de 2022 e crescimento, no trimestre, de 2,3%, tendo em vista que o lucro no 3º trimestre. O retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) do banco ficou em 11,0%, com decréscimo de 5,3 pontos percentuais em doze meses. De acordo com o relatório do banco, o aumento trimestral do lucro foi influenciado pelos resultados positivos das receitas de serviços, margem com mercado e redução nas despesas com PDD. Além disso, o documento destaca que a boa performance das receitas de serviços e do resultado de seguros amenizou o efeito do resultado da margem com clientes e maiores despesas com contingências cíveis, com investimentos em tecnologia e com efeitos do acordo coletivo ocorrido no 3T23.


A holding Bradesco encerrou o 3º trimestre com 86.102 funcionários, fechamento de 2.272 postos de trabalho em doze meses (e abertura de 818 no trimestre). A base de clientes diminuiu em 0,8 milhão em relação a setembro de 2022, totalizando 71,7 milhões.

(Foto de Internet)


Em relação à estrutura física, foram fechadas 117 agências, 206 postos de atendimento e 231 unidades de negócios em 12 meses (33 agências e 24 postos de atendimento foram fechados e 34 unidades de negócios foram abertas em relação ao trimestre imediatamente anterior).


"Em se tratando do ambiente emocional e organizacional nas agências, esse é um dos momentos mais difíceis enfrentados por nós dirigentes sindicais, avalia Carlos Eduardo, diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco. O dirigente justifica sua avaliação com base nos diálogos com os colegas durante as visitas do Sindicato. "Nós ouvimos desabafos de diversos tipos, vários bastante deprimentes. Estresse e esgotamento psicológico, efeitos colaterais de pressão por metas consideradas abusivas e insegurança sobre a manutenção do emprego". Essa é a rotina que encontramos no dia a dia do funcionalismo, conclui o dirigente.

O diretor coordenador Moisés Vital, ressalta: "Nossa luta é quotidiana para pressionar o Bradesco a valorizar seus funcionários, homens e mulheres dignos e honrados, verdadeiros construtores dos altos lucros da instituição".



Posts recentes

Ver tudo
wix-icones.png

@sindibancariosba

Ativo 1.png
whatsapp-logo-2022.png
bottom of page