top of page

12 de junho - 160 milhões de crianças são vítimas de trabalho infantil, segundo a ONU

Estimativa é divulgada no Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.


De acordo com estimativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), pelo menos 168 milhões de crianças são vítimas de trabalho infantil. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (12), Dia Internacional Contra o Trabalho Infantil. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), mais de 20 em cada 100 crianças entram no mercado de trabalho por volta dos 15 anos de idade.


Em 2023, o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil é relembrado sob o lema "Justiça social para todos. Acabe com o trabalho infantil!'. A data foi estabelecida em 2002, e tem como objetivo impulsionar o combate à prática que afeta crianças em todo o mundo.


Segundo a ONU, nas últimas duas décadas o mundo tem feito progressos constantes na redução do trabalho infantil. Porém, devido aos conflitos e às crises dos últimos anos – e ainda a pandemia de COVID-19 -, mais famílias ficaram em situação de pobreza, o que obrigou milhões de crianças a trabalhar.


“O crescimento econômico não tem sido suficiente, nem suficientemente inclusivo, para aliviar a pressão que muitas famílias e comunidades sentem, e que as leva a recorrer ao trabalho infantil”, afirmam as Nações Unidas. “Hoje, 160 milhões de crianças ainda estão envolvidas em trabalho infantil. Isso é quase uma em cada dez crianças em todo o mundo”.


O Sindicato dos Bancários do Extremo Sul da Bahia se solidariza com essa causa e repudia qualquer forma de trabalho infantil, defendendo que todas as crianças e adolescentes tenham acesso à educação, saúde, lazer e cidadania, que são seus direitos. Defendemos uma sociedade mais justa e igualitária, onde todas as crianças e adolescentes possam ter oportunidades de crescer e se desenvolver com liberdade e felicidade.


Se você conhece ou suspeita de algum caso de trabalho infantil, não se cale. Ajude as crianças e os adolescentes. Denuncie pelo Disque 100.


Fonte: ONU News, Agência Brasil, e Secretaria de Comunicação e Imprensa do Sindibancários do Extremo Sul da Bahia.

Comments


wix-icones.png

@sindibancariosba

Ativo 1.png
whatsapp-logo-2022.png
bottom of page